IBRF

Espaço de convívio, resgate da ancestralidade negra e geração de renda

  • Publicado em: 26 de maio de 2022
  • Tempo de Leitura: 4 minuto(s)
Projeto Prefeitura de Lajeado

Imagem 1: alunas no curso de artigos afro

O projeto “Inclusão Produtiva e Interação Social”, executado na cidade de Lajeado/RS pelo próprio Município de Lajeado, é um dos 50 projetos apoiados pelo Edital Fundo Nossa Parte Pelo Todo 2021. O projeto realiza oficinas de corte e costura, tricô e crochê sustentável (foto 2) e produção de artigos afros para 10 beneficiários cada, que contam com módulos de aprendizado das peças e de precificação, venda e organização. Para a organização, o apoio do Instituto BRF ajudou a alavancar finalmente a execução do projeto, não só em termos de estruturação, mas aumentando o público interessado, entre março e abril de 2022.

Projeto Prefeitura de Lajeado

O Centro Vestir & Ser, equipamento da Prefeitura de Lajeado, é onde as oficinas são realizadas e a convivência entre os beneficiários acontece durante 10h semanais. O Centro também recebe doações de roupas e as distribui. As roupas que não podem ser aproveitadas são destinadas para as oficinas, em que são feitas, por exemplo, bonecas Abayomis, símbolo de resistência e resgate da ancestralidade negra. Elas são produzidas pelas mãos das beneficiárias da oficina de Ensino de Técnicas para Produção de Artigos Afro, que fazem parte da comunidade quilombola local (imagem 1), sendo a oficina executada em pareceria com o Centro de Cultura Afrobrasileira de Lajeado.

Imagem 2: alunas no curso de tricô e crochê sustentável e corte e costura

De acordo com a responsável pelo projeto, Eliana Becker, as beneficiárias relatam uma melhora da autoestima com a valorização de sua cultura, benefícios do convívio, especialmente após momentos de isolamento durante a pandemia e pretendem colher os frutos das oficinas gerando renda para seus lares. O projeto, que começou com uma máquina de costura antiga e doações avulsas, agora possui equipamentos e materiais novos para a execução do projeto.

O futuro do projeto é promissor. Em parceria com a Secretaria de Cultura, em junho será realizada uma festa junina no Parque Municipal Theobaldo Diki, com stand exclusivo para as beneficiárias do projeto comercializarem seus produtos.